Aeroclube restaura avião Paulistinha de 50 anos de idade
Neiva Paulistinha P-56C

Um fato histórico marcou os últimos dias no Aeroclube Municipal de Pirassununga. Desde o final de julho e início de agosto, um modelo antigo conhecido como a aeronave mais popular do Brasil foi restaurada e voltou às suas atividades normais de instrução e passeio.

O modelo estava parado há alguns anos no aeroclube local, mas graças a um esforço da atual administração várias reformas foram feitas na fuselagem e motor, deixando o monomotor em condições ideais de formar novos pilotos. A restauração as aeronave demorou cerca de 1 ano e sete meses.

De acordo com o presidente do Aeroclube de Pirassununga, o piloto Thiago Sabino, a importância do retorno da aeronave é muito grande. O Paulistinha foi o primeiro avião de treinamento no local e tem 50 anos de idade. Muitos pilotos locais passaram por ele durante sua formação.

“O Paulistinha, é esse avião que a gente tem há aproximadamente 50 anos. Ele chegou direto da fábrica, que é a Neiva, que produziu essa aeronave em Botucatu e desde que chegou ficou aqui no Aeroclube de Pirassununga. Durante esses 50 anos a instrução foi feita nas asas deste avião, asas estas que deram brevê de piloto para vários e comandantes e pilotos que seja por recreio ou profissão, começaram na mesma aeronave”, disse.

De acordo com Thiago, a aeronave ficou um certo tempo parada por não estar com as condições de manutenção em dia. Estruturalmente, a principal medida tomada foi a reforma do motor do Paulistinha.

Aeroclube de Pirassununga - 70 anos

O Aeroclube Municipal de Pirassununga completará 70 anos no próximo dia 22 de setembro. Algumas melhorias já foram feitas no local e o processo de reestruturação junto à Agência Nacional de Aviação Comercial – ANAC está quase finalizada, como afirma o presidente da entidade.

“Nós estamos basicamente correndo atrás da papelada que a ANAC nos pede. Paralelamente estamos colocando os aviões para voar para quando esses papéis ficarem prontos, permitindo a gente formar pilotos novamente, a gente já tinha os aviões prontos, instrutores e o trabalho que foi feito aqui durante 70 anos vai prosseguir”.

A população que quiser desfrutar de vôos panorâmicos também poderá se dirigir ao aeroclube para poder agendar o passeio. ‘’É um preço acessível e é uma emoção diferente. Todos somos habilitados pela própria ANAC”

Em relação á estrutura, o Aeroclube de Pirassununga também passou por vários reparos. A preocupação é manter o local sempre em bom estado de conservação.

“A gente tem que pensar no avião, mas não somente nele. Existem outros elementos como a infra-estrutura daqui. A gente mete a mão na massa, pintando os hangares e deixando o Aeroclube em um estado de dignidade que ele sempre teve. Mantendo aqui bem conservado para mostrar para as pessoas que não está abandonado, como nuca esteve. Deixamos sempre a grama cortada por nossa conta, os hangares pintados, tudo bem limpo para receber a população”, finalizou Thiago.