Produtos e Serviços Classificados Notícias Eventos Saia de Casa

Ex: Política, Papa, Brasil, etc...

Religião

Segunda-feira, 07 de Fevereiro de 2011

Missa de Despedida do Padre Ocimar na Paróquia São Sebastião

Missa de Despedida do Padre Ocimar na Paróquia São Sebastião
Pe. Ocimar Francisco Francatto beijando o "chão" da Igreja Matriz de São Sebastião, sinal de gratidão e amor ao local o quanto se dedicou em missão
Foto: Luís Marcos Siqueira/PASCOM - Pastoral da Comunicação

Em uma Igreja Matriz completamente tomada de fieis, com de grande emoção, dia 06 de fevereiro de 2011, ficará marcado para sempre em nossa memória e em nossa vida. Trata-se da Missa de em Ação de Graças pelos 27 anos de trabalho do Padre Ocimar F. Francatto, como Pároco da Paróquia São Sebastião.

Cada um de nós, filhos de Porto Ferreira e fieis da Paróquia São Sebastião, aprendemos cada um a sua maneira, a admirar uma pessoa, um amigo, um padre chamado Ocimar Francisco Francatto. Tentaremos, por essas breves palavras, traduzir um pouco das emoções que vivemos.

Desde a procissão de entrada, com o canto “Vem que eu te conduzo”, uma vez que, todos os cantos da Missa foram a ele dedicados, o nosso pároco foi acolhido com palmas por toda a assembleia. A emoção era visível no rosto das pessoas e do próprio Padre Ocimar.

Em sua homilia, tomou como fonte a Carta de São Paulo aos Coríntios (1 Cor 2,1-5), da segunda leitura do 5º Domingo do Tempo Comum, e falou sobre o seu ministério sacerdotal todo este exercido em nossa cidade e em nossa Paróquia.

Nos Ritos Finais, começaram as homenagens direcionadas ao nosso pároco, como forma de agradecimento. Um vídeo produzido especialmente para essa ocasião, narrando os trabalhos pastorais realizados com a ajuda de todo o povo: Comunidades fundadas e reformadas, a criação das duas outras Paróquias da cidade, os frutos de sua vocação sacerdotal... Enfim, tudo aquilo que foi construído pela história, desde janeiro de 1984. Mais uma vez, a equipe de liturgia direcionou ao padre homenageado da noite, palavras de agradecimento por tudo aquilo que ele fez enquanto atuou em nossa Paróquia.

Após essas homenagens, foi a vez de ouvirmos o discurso despedida. Padre Ocimar tomou como ponto de partida, a segunda carta de São Paulo a Timóteo (2Tm 4, 7): “Combati o bom combate, terminei a corrida, conservei a fé”. Em suas palavras, padre Ocimar recordou quatro momentos significativos de sua vida de sacerdote partilhada com o povo ferreirense, sendo que dois momentos felizes e dois tristes. Primeiro, os momentos de dificuldades, em que recordou as suas duas enfermidades no ano 2000 e em 2008; e ainda o falecimento de sua mãe, ocorrido em 2009. Depois, os momentos felizes, quando retornou a Porto Ferreira, após a sua recuperação de sua doença, quando ao entrar na Igreja Matriz, foi acolhido pela assembleia por meio de palmas; e ainda, quando em 20 de dezembro de 2008, celebrou o Jubileu de Prata Sacerdotal. Nosso pároco fez um pedido aos seus paroquianos: acolher o novo pároco, o padre Luís Fabiano Canatta, escolhido por ele mesmo para dar continuidade aos seus trabalhos.

Quando parecia terminada toda emoção deste dia marcante para a cidade de Porto Ferreira, fomos surpreendidos por um gesto. Terminando o seu discurso, ele disse que faria algo muito significativo. Saiu da cadeira da presidência, prostrou-se e beijou o chão da Igreja Matriz, o solo desta terra ferreirense que o viu chegar em 1984, que o acolheu inclusive, com o Título de Cidadão, em 1992.

Terminada a Celebração Eucarística, o nosso pároco no período de 1984 a 2011, descerrou uma placa na entrada da Igreja Matriz, para marcar esse momento histórico e ao mesmo tempo emocionante, para toda a comunidade católica de Porto Ferreira.

Queremos registrar aqui, mais uma vez, a nossa admiração pelo Padre Ocimar Francisco Francatto e dizer que, estaremos sempre unidos por meio da oração. Sua voz, seus gestos, suas palavras ecoarão por muito tempo em nossa vida, em nossos corações. E isso não se apagará, pois a história nos ensina que, tudo aquilo que foi bom e edificado com amor e carinho, permanece para sempre... Obrigado Padre Ocimar Francisco Francatto.

  • Autor:
    Arlindo Vicente Júnior
  • Fonte:
    PASCOM - Pastoral da Comunicação

Outras Notícias