Após treinamento, nova equipe de combate à dengue faz 600 vistorias e índice de infestação é de alerta
Eliminar os criadouros é responsabilidade de todos. Faça parte das ações de prevenção.

A Seção de Controle de Vetores, que atua no combate ao mosquito transmissor da dengue, ganhou recentemente o reforço da equipe de agentes de controle de endemias contratada por meio de concurso público pela Prefeitura de Porto Ferreira.

Os agentes iniciaram os trabalhos de vistoria aos imóveis do município no mês de julho, após treinamento teórico e prático, para eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti e orientar a população quanto às medidas de controle e prevenção à dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

No mês de julho foi realizada a terceira Avaliação de Densidade Larvária (ADL) que mede os índices de infestação do mosquito no município. Após a digitação dos dados coletados em 600 imóveis visitados, o resultado obtido nesta avaliação foi de 1,83. Ou seja, em cada 100 imóveis visitados, aproximadamente 2 tinham a presença de larvas.

Considerando que a Organização Mundial de Saúde preconiza os índices satisfatórios abaixo de 1%, verifica-se que o município possui índices de alerta. Portanto, o envolvimento da população para cuidados na prevenção é muito importante.

Desde o início do mês de agosto a equipe está realizando visitas diárias, identificando residências desocupadas, fazendo vistorias em imóveis para locação em imobiliárias para remover os criadouros existentes do mosquito, bem como levar orientação à população sobre os cuidados de prevenção.

Após um período sem chuvas, muitos recipientes podem ter sido esquecidos ou dispensados em locais descobertos e assim tornaram-se potenciais criadouros do mosquito. Vale lembrar que os ovos do mosquito podem permanecer secos nos recipientes pelo período de um ano e, em contato com a água, iniciam um novo ciclo até a fase adulta ou alada.

Eliminar os criadouros é responsabilidade de todos. Faça parte das ações de prevenção.