Conselho de Patrimônio de Porto Ferreira passa por processo de reativação

O ano de 2019 chega ao fim com uma importante notícia: o conselho municipal de defesa do patrimônio histórico, arquitetônico e cultural (COMDPHAC) de Porto Ferreira está funcionando novamente. Foram realizadas ao todo nove reuniões durante esse ano, e, com o término do biênio que empossa os conselheiros, uma nova composição do COMDPHAC será realizada logo no início de 2020.

Criado em 2012, o COMDPHAC possui como seus objetivos promover medidas para a preservação do patrimônio histórico, cultural e arquitetônico do município. É através do colegiado que são apresentados estudos, pareceres e questionamentos ao poder executivo que envolvam as questões patrimoniais do município. Em 2019 estiveram em pauta as reformas do atual Museu Municipal, futuro Arquivo Municipal, e da antiga estação da FEPASA, que abrigará as novas instalações do Museu.

“Nesse ano, o COMDPHAC se focou as discussões sobre novas instalações do Museu Histórico e Pedagógico Professor Flávio da Silva Oliveira, questionando o projeto, propondo alterações e fiscalizando, inclusive presencialmente, as alterações que acontecerão na antiga estação da FEPASA”, afirmou o secretário de Cultura, Régis Radael Berretta.

Já para o historiador e chefe de Seção de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural de Porto Ferreira, Vinicius Carlos da Silva, “fechar o ano com o Museu Municipal em processo de cadastramento junto ao SISEM (Sistema Estadual de Museus) e com a reativação do COMDPHAC é a concretização de um trabalho de bastidores. Foram ao todo nove reuniões, sendo uma delas inclusive in loco ao local que abrigará o novo Museu. Ambas as medidas eram metades traçadas desde o início de nossa gestão, e serão as bases para as mudanças que almejamos no futuro. Muito trabalho ainda está por vir, mas alicerces sólidos estão sendo construídos com tais medidas”, destacou.