Desenho de Jean Gabriel Villin em azulejos do Paço Municipal passa por restauração
O artista plástico Marcus Vinicius Gouveia gentilmente assumiu a tarefa de realizar a restauração da pintura numa parede de azulejos do Paço Municipal

A Prefeitura de Porto Ferreira está restaurando um desenho do artista francês Jean Gabriel Villin, pintado numa parede de azulejos do Paço Municipal, que retrata a figura de três trabalhadores nas diversas fases do desenvolvimento ferreirense: um agricultor, um pescador e um operário. A imagem também retrata o rio Moji-Guaçu e os limites geográficos do município.

“O artista plástico Marcus Vinicius Gouveia gentilmente assumiu a tarefa de realizar a restauração da pintura, completando os espaços que estavam em branco pela substituição de azulejos e também o desgaste do tempo. Realmente um trabalho de grande sensibilidade e competência”, disse o prefeito Rômulo Rippa.

A pintura original sobre desenho de Jean Gabriel Villin foi feita pelo mais famoso artista de pintura em azulejos das décadas de 1950 e 1960, o Atelier Artístico Moral, da Capital, cujas obras estão espalhadas pela cidade de São Paulo e por todo o interior paulista.

O prédio do Paço Municipal, onde hoje funciona a Prefeitura, também já foi sede da Câmara Municipal, até o início da década de 1990, e do Fórum, nos anos 1960. O prédio é do início da década de 1960 e foi projetado pelo arquiteto Nilson Pereira Lopes. Foi tido como um dos mais modernos e bonitos da época. O arquiteto era filho de Nelson Pereira Lopes, que foi prefeito de Porto Ferreira.

“Quando assumi a Administração, uma das entradas do Paço, a que dava acesso a antiga Câmara Municipal e hoje ao Gabinete do Prefeito, estava desativada. A escadaria servia de armário/arquivo e a recepção como sala do setor de licitações. Com a aquisição do Edifício Flora Valeriani Ignátios, mudamos as repartições daquele espaço e iniciamos as obras de acessibilidade, AVCB e revitalização da Prefeitura”, explica o prefeito Rômulo Rippa.

Neste espaço, onde estavam pendurados quadros e armários, foi desobstruída a visão e a linda pintura em azulejo de Jean Gabriel Villin agora pode ser apreciada em sua plenitude.

“Infelizmente, o descaso e a falta de manutenção ao longo das últimas décadas fizeram com que alguns azulejos se descolassem, alguns se perdessem e fossem substituídos por azulejos brancos. Agradeço ao Marcus Vinicius Gouveia pelo trabalho realizado. Com isso, nossa cidade continua zelando por nossos patrimônios históricos e culturais, cuidando de nosso acervo e zelando por nossa memória”, finalizou o prefeito.