Em audiência pública, professores se manifestam sobre o Plano de Carreira
Audiência pública lotou o plenário e contou com a participação de profissionais da educação municipal

Na noite de quarta-feira (15/01), a Câmara Municipal de Porto Ferreira realizou a 2ª audiência pública para discutir o Projeto de Lei Complementar nº 10/2019 que institui o Plano de Carreira e o Estatuto dos Profissionais de Educação no município de Porto Ferreira.

A audiência contou com um grande número de munícipes, principalmente profissionais da educação da rede municipal de ensino, para discutir os pontos positivos e negativos do projeto juntamente com os vereadores.

Estiveram presentes o presidente da Câmara, vereador Gustavo Braga Coluci (PTB), que comandou a audiência, o presidente da Comissão de Educação, vereador Sérgio de Oliveira (DEM), e os membros da comissão, vereadores Alessandro Bertazi (PSDB) e Cabo Eduardo (PP).

A audiência também contou com a participação dos vereadores Gideon dos Santos (PSD), Francisco Pereira (MDB), Marcelo Ozelim (PSDB), Renato Rosa (PRP) e Ismael da Silva (DEM) e de membros do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Porto Ferreira.

Alguns dos munícipes se manifestaram e expressaram suas opiniões sobre o projeto, além de questionarem os vereadores sobre a possibilidade de mudança. Também fizeram o uso da palavra, o presidente da Câmara, Gustavo Braga, os membros da Comissão de Educação, Sérgio de Oliveira, Cabo Eduardo e Alessandro Bertazi, e o vereador Gideon dos Santos.

Com a realização dessa segunda audiência e após escutarem as reivindicações dos profissionais da educação municipal, os vereadores terão até o dia 21 de janeiro para fazerem as emendas ao projeto. No entanto, muitos dos pedidos dos professores não poderão ser atendidos por meio das emendas, pois extrapolam a competência do legislativo municipal.

Após esse prazo, o projeto irá para a avaliação das comissões de Justiça e Redação, Finanças e Orçamento e Educação. Posteriormente, o projeto de Lei Complementar será votado em plenário.