GCM de Porto Ferreira realiza instrução para os atiradores do Tiro de Guerra de Santa Rita

Na manhã de quarta-feira (06/11) os guardas civis municipais Ferreira e Adriano, de Porto Ferreira, ministraram instrução para atiradores do Tiro de Guerra sediado em Santa Rita do Passa Quatro.

Os GCMs ferreirense se deslocaram até Santa Rita, atendendo a um pedido oficial do 1º sargento EB Damião Ribeiro Alves. Na oportunidade, os GCMs falaram sobre a atuação e função da Instituição GCM, entre outros assuntos pertinentes.

O Tiro de Guerra (TG) é uma instituição militar do Exército Brasileiro encarregada de formar atiradores e ou cabos de segunda categoria (reservistas) para o exército. Os TGs são estruturados de modo que o convocado possa conciliar a instrução militar com o trabalho ou estudo, proporcionando a milhares de jovens brasileiros, principalmente os que residem em cidades do interior do país, a oportunidade de atenderem a Lei e prestarem o Serviço Militar Inicial.

A organização de um TG ocorre em acordo firmado com os Municípios e o Comando da Região Militar. O exército fornece os instrutores (normalmente sargentos ou subtenentes), fardamento e equipamentos, enquanto a administração municipal disponibiliza as instalações. Por isto, geralmente, o prefeito se torna o diretor do tiro de guerra.

Na década de 2010, existiam mais de 224 TGs distribuídos por quase todo o território brasileiro. Anualmente, ingressam aproximadamente 12 mil atiradores no Exército Brasileiro.