Lei Municipal cria o Concurso Literário Estudantil Dra. Lilian Apparecida Máscia Braga Ramos

Na segunda-feira (15/07) o prefeito Rômulo Rippa entregou cópias da Lei Municipal nº 3512/2019, que institui o Concurso Literário Estudantil Dra. Lilian Apparecida Máscia Braga Ramos, ao autor do projeto, vereador Alan João Orlando (PSB), e aos familiares da homenageada. A entrega foi feita no gabinete do prefeito.

O concurso selecionará as melhores produções literárias sobre tema e formas previamente definidos, escolhidas por uma comissão julgadora, na forma de regulamento próprio e será promovido anualmente pela Secretaria de Educação, com apoio da Secretaria de Cultura.

Poderão participar do concurso os alunos dos ensinos fundamental e médio dos estabelecimentos da rede pública e privada de ensino do município.

As dez produções literárias melhores classificadas em cada forma, cujos autores receberão diploma de honra ao mérito, poderão ser publicadas em livro, impresso ou digital.

“Parabenizo o vereador Alan João pela brilhante iniciativa. Ela, além de fazer uma homenagem a uma grande personalidade de nossa cidade, com certeza fomentará as artes literárias junto a nossos estudantes”, disse o prefeito.

Dra. Lilian, que foi procuradora municipal e a primeira presidente da 135ª subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, também era conhecida como a advogada e a protetora dos mais pobres.

Estiveram presentes no gabinete os filhos Luís Augusto Braga Ramos e Roberta Braga Ramos, e os netos João Eduardo Ramos Alves, Diego Ramos Buso (acompanhado por sua esposa Priscila e pela filha Raquel) e Frederico Afonso Ramos.