Porto Ferreira Ontem – Uma urna funerária indígena foi encontrada no centro da cidade
Igaçaba encontrada na Rua São Sebastião, acervo do Museu Histórico e Pedagógico “Prof. Flávio da Silva Oliveira”

O prefeito Oswaldo da Cunha Leme assumiu a prefeitura em 1956 e em seu primeiro mandato fez várias obras na cidade, destacando, principalmente, a construção da estação de tratamento de água, que hoje em dia empresta o nome dele, como patrono.

Contam os antigos ferreirenses que “Wado Cunha”, assim tratado, fiscalizava as obras de aberturas de vias, pessoalmente, para acompanhar o andamento dos serviços dos funcionários públicos.

Durante sua gestão, em 1957, um desses servidores, Aparecido Bruno (Cido Bruno), encontrou um importante utensílio indígena que confirmou a presença dos índios, no passado, em área central.

Na esquina das ruas São Sebastião com Mathias Gomes Cardoso, onde se localizou durante anos o supermercado do Sr. Jabor Fader, existia um terreno baldio pertencente à família Diniz, e neste o que chamava a atenção era uma gigante jaqueira.

Em certa ocasião, no meio da Rua São Sebastião, perto da mencionada esquina, os obreiros trabalhavam com adaptação de manilhas enquanto dois colegas de serviço, Cido e Emílio, abriam valetas. Em determinado momento, Cido bateu com a picareta no chão e percebeu um barulho diferente.

Aproximava, pois, do horário do almoço e os trabalhadores se dispersavam, tal como os dois curiosos, que partiram para a venda do Zé Baixo, na esquina da Rua João Procópio Sobrinho, sem afastar os olhos do ponto.

Percebendo que os demais funcionários haviam deixado o local, rapidamente, Cido e Emílio retornaram ao lugar, e com cuidado trataram de alargar o buraco, encontrando uma urna funerária indígena, com cinzas e pequenos ossos humanos em seu interior. Descobriu-se, então, uma igaçaba (recipiente de barro ou argila queimada para diversos usos) no centro de Porto Ferreira.

Como não existia museu no município, o prefeito destinou o objeto ao colecionador e pesquisador Manuel Pereira de Godoy, de Pirassununga.

Lamentavelmente, a foto que registrou o acontecimento histórico foi deteriorada, mas consegui dois registros da época que representam o contexto.

Outros utensílios indígenas foram encontrados em Porto Ferreira, em alguns bairros e regiões rurais, porém é assunto para futura oportunidade. Esse material silvícola revela a presença de uma tribo de índios que viveu em nossas terras, conhecida pelo nome de “Paiaguás”, da família Tupi-Guarani. 

Por Miguel Bragioni

Pesquisador da história de Porto Ferreira


Para acompanhar as postagens anteriores, acessa a página no facebook Porto Ferreira Ontem.

Fotos: 1) Igaçaba encontrada na Rua São Sebastião, acervo do Museu Histórico e Pedagógico “Prof. Flávio da Silva Oliveira”; 2) Aparecido Bruno posando para foto em um canteiro de obras, acervo particular.