Prefeitura venderá lotes no José Gomes com 30% de entrada e saldo em até 60 vezes
Parque Residencial José Gomes - Porto Ferreira, SP

A Prefeitura de Porto Ferreira vai abrir uma nova concorrência para vender 57 lotes localizados no Parque Residencial José Gomes, na região Leste. A concorrência é aberta a pessoas físicas e jurídicas.

Diferentemente da primeira concorrência, realizada no final do ano passado, quando o interessado deveria pagar o valor total à vista, desta vez o pagamento pode ser com uma entrada de 30% e saldo parcelados em até 60 vezes, com correção de acordo com os índices lançados pelo IGPM (Índice Geral de Preços) anual, sendo que a entrada deverá ser depositada junto à conta corrente da Prefeitura de Porto Ferreira e as parcelas deverão ser pagas com carnê emitido pela Prefeitura.

Os lotes variam de medidas que vão de 241 m2 a 515 m2. A lista completa estará no edital de concorrência, que poderá ser acessado na seguinte página: https://www.portoferreira.sp.gov.br/licitacoes.

O preço mínimo do metro quadrado é de R$ 194 para qualquer lote. Assim, um terreno de 30 x 10 metros (300 m2), por exemplo, terá como proposta mínima o valor de R$ 58,2 mil.

As propostas serão classificadas, individualmente para cada lote, em ordem crescente de valor. Serão proclamadas vencedoras as propostas que, atendendo às exigências do edital de concorrência, apresentarem a maior oferta de preço para cada lote.

Exige-se como garantia para participar da concorrência uma caução no valor correspondente a 1% do preço mínimo de venda de cada lote. Esta quantia é abatida do valor total para quem vencer a concorrência para o respectivo lote, e devolvida aos demais licitantes cujas propostas não se sagrarem vencedoras.

Aqueles que apresentarem as melhores propostas deverão realizar o pagamento à vista. O prazo para transmissão da escritura de compra e venda será de 30 dias. O interessado pode habilitar-se para a aquisição de um ou mais lotes.

Com os recursos oriundos da concorrência dos lotes de propriedade do município, a Prefeitura vai adquirir uma gleba de terras para a construção, em parceria com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), de um conjunto habitacional com cerca de 200 casas. Vai adquirir ainda um imóvel na região central da cidade (antigo cinema), com a finalidade de instalar um teatro municipal.