Secretário estadual recebe representantes da Prefeitura e sindicalista
Acima, Dori Américo e Rodrigo Garcia; abaixo, o secretário com Pico Pelegrini

O diretor de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente da Prefeitura de Porto Ferreira, Dori Américo, o diretor Administrativo, Dr. Christiano Figueiredo Marini – ambos representando a prefeita Renata Braga –, e o presidente da Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), o ferreirense Claudinei Natal Pelegrini, o Pico, estiveram no último dia 23 de agosto na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia. O objetivo da visita foi solicitar apoio administrativo e técnico daquela pasta estadual de governo para projetos relevantes para o município.

Os agentes públicos e o sindicalista ferreirenses foram recebidos pelo secretário Rodrigo Garcia, que ouviu atentamente as demandas e despachou para seus assessores de gabinete, bem como do Projeto Investe São Paulo e da Agência Desenvolve São Paulo.

Renova São Paulo

Na pauta inicial, foi abordado o Programa Renova São Paulo, cuja finalidade é modernizar a frota de caminhões do Estado, por meio de linhas de financiamentos com recursos próprios da Desenvolve SP ou repasses de recursos de outras instituições. A Abcam pretende ser a entidade parceira, para atender Porto Ferreira e região e, posteriormente, todas as cidades onde possui suas sucursais.

O secretário reforçou a informação de que o governo tem realizado a renovação de frotas como projeto piloto na cidade de Santos, em virtude do grande número desses veículos naquela cidade e entorno, em função das atividades portuárias. E que, uma vez apurados os resultados desse piloto, haverá a natural expansão para demais regiões paulistas, quando então a parceria com a Abcam será de fundamental importância, diante da capacidade de mobilização que a entidade possui com a categoria.

Distrito Empresarial Ferreirense

Pela Desenvolve São Paulo, foi discutida a viabilidade de empréstimo em condições especiais para custear parte ou totalidade das obras de infraestrutura do Distrito Empresarial de Porto Ferreira. A linha de crédito que viabiliza distritos industriais passou a se constituir uma das principais vertentes para as futuras obras, cuja discussão com os empresários já está agendada para o dia 10 de setembro.

Diagnóstico Econômico Municipal

Outro assunto discutido na reunião foi o diagnóstico econômico municipal, embasado na condição de Arranjo Produtivo Local (APL) de Porto Ferreira. O governo municipal está pleiteando verba de R$ 200 mil para esses estudos científicos econômicos, por meio dos quais pretende o Departamento de Desenvolvimento Econômico adotar as medidas cabíveis para as ações de crescimento ordenado e a realização da chamada Agenda 21 de Porto Ferreira.

Apesar de o pedido datar de março deste ano, foram informados os dirigentes ferreirenses que a referida verba somente poderá ser liberada no ano que vem, em virtude dos recentes reajustes nos critérios de contemplação dos projetos, feitos pela própria Secretaria do Estado.

“Saímos satisfeitos da audiência que nos foi concedida pelo secretário Rodrigo Garcia, que não mediu esforços para viabilizar os projetos da nossa cidade, evidentemente, desde que obedecidos os critérios técnicos e os prazos da Secretaria. Com isso, continuamos demandando esforços para que todos os nossos pleitos – o Renova São Paulo, o diagnóstico econômico e a obtenção da linha de crédito para a infraestrutura do Distrito Empresarial – aconteçam cada qual a seu tempo, beneficiando o crescimento ordenado da economia ferreirense, gerando empregos e rendas e impactando positivamente na melhoria constante da qualidade de vida da nossa população. Assim vamos cumprindo à risca o plano de governo da prefeita Renata Braga”, declarou Dori Américo.